Desambiguação: Freud

Lindevania Martins

Sigmund Freud, o avó de Lucien.

Sigmund Freud é célebre. Como o são todos os pais: Hipócrates, o pai da medicina; os irmãos Lumiére, pais do cinema; Santos Dummont, pai da aviaçao.  Freud é o pai da psicanálise, pelo que tem um lugar especial na cultura ocidental. Nascido na Áustria em 1856, desenvolveu teorias polêmicas e originais que lançaram uma nova luz sobre o conhecimento do homem.

Mais Freud também é avó. Menos famoso, mais ainda célebre, é seu neto Lucien.  Construtor de uma formidável e sólida obra que, por outras vias, muito tem a dizer sobre o homem.

Enquanto  Sigmund Freud fez da escrita, e portanto,  do texto liner,  ferramenta e suporte para  a visibilização e divulgação  de suas idéias, Lucien Freud usou a imagem, e portanto, a superfície, o plano, para fazê-lo.


Minha mãe conta que minha primeira palavra foi 'alleine', que significa sozinho. Deixe-me sozinho". Lucien Freud.

As teorias do primeiro Freud  pretendiam explicitar o homem, realizando, como todas as teorias, a intermediação entre o homem e outro homem, entre um homem e ele mesmo.

As imagens também produzem tal intermediação que ocorre, porém, através de processo distinto. Afinal, o escrito leva à imagem e a imagem, por sua vez, remete a um texto.


Lucien Feud

"Girl With a Dog" , Lucien Feud, 1952.

Contemporâneo de Francis Bacon, de quem foi amigo íntimo, ele talvez seja  o último grande representante de uma linhagem específica de artistas plásticos: figurativistas.

O figurativismo, que  se caraceteriza pela representaçao do objeto em formas reconhecíveis: como vemos  o objeto; como sabemo que ele é, inclusive naquilo que o olho não capta; através da sua geoemetria.  A partir do século XX , o figurativismo entra em crise e se vê  dividindo espaço com novas formas de representação do real, de conceitos, do irreal.

Mais jovem que Paul Klee, Marcel Duchamp e Wassily Kandisnki,  que instauraram grandes rupturas na arte, e estando mesmo no entorno dessas rupturas, Lucien optou por seguir regras mais tradicionais.


Lucien Freud

"Large Interior", Lucien Freud, 1976.

Apesar do estilo tradicional,  a obra de Lucien Freud é extremamente pessoal, o que caracteriza todo grande artista.  Suas telas transmitem intensidade e ao mesmo tempo expõem a fragilidade dos corpos humanos. O uso de cores é preciso, as pinceladas fortes.

Lucien pintou amigos, familiares. Inclusive as filhas nuas. É acusado de enfeiar seus modelos, deixando a todos mais feios que na realidade, tendo feito isto inclusive consigo mesmo, em auto-retrato, bem como com a Rainha Elizabete, no ano 2000, cujas feições teriam sido brutalizadas. Um milionário teria destruído uma obra encomendada,  por ter se achado muito feio  no retrato de Lucien.


"Naked Girl Asleep", Lucien Freud, 1968. "O fim da pintura é este: captar para a arte uma experiência em carne viva". (Frank Auerbach)

A maioria das obras de Lucien Freud se encontram  nas mãos de colecionadores particulares. Ano passado, uma tela de Freud foi arrematad em leilão por 34 milhões de dólares, batendo o record de preço por artistas vivos.

Lucien nasceu em Berlim, em 1922. No entanto, cedo mudou-se para Londres. Vive lá até hoje. Adquirido a cidadania britânica em 1939. Fiel a seu estilo  artístico e ao temperamento reservado, continua trabalhando e produzindo, sendo reconhecido como um dos artistas mais importantes da atualidade.

.

Para mais obras de Lucien Freud:

Museum Syndicate:  http://www.museumsyndicate.com/item.php?item=4526

Anúncios

2 Respostas para “Desambiguação: Freud

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s