Os cartuns de Andy Singer

“Do Nascimento à Morte, em um Carro”. Cartum: Andy Singer.

No post anterior,  o Catálogo de Indisciplinas falou sobre movimentos que surgiram pelo mundo, no estilo “mais amor, menos motor”, chamando a atenção sobre as mudanças ocorridas na estrutura das cidades, da sociabilidade, da poluição atmosférica, etc., enfim, do lado negativo do uso do automóvel.

Hoje, fala sobre Andy Singer.

Andy Singer é um cartunista americano nascido em 1965.  Seus desenhos,  geralmente em preto e branco,  se inspiram, segundo a Wikipedia francesa, no também cartunista americano Robert Crumb (1943-).

O trabalho de Singer critica o mundo tecnológico e a indústria moderna,  a poluição  e o transporte urbano em particular. São dele os desenhos que ilustram o livro “A Tirania do Automóvel”, publicado pela Conrad.

Abaixo, mais alguns trabalhos de Singer:


__

__


“A história da tecnologia. Homem 1: – Não tô feliz. Homem 2: – Ainda Não tô feliz”.

“Pra tudo tem uma sacola de plástico”.

Por fim, uma sátira a “O Pensador”, de Auguste Rodin:



Anúncios

3 Respostas para “Os cartuns de Andy Singer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s