Miragem Mecânica

Nascido em 1961 no Japão, Kazuhiko Nakamura é um dos grandes nomes da arte digital.

No seu site, Mechanical Mirage, afirma que suas influências vêm da cibercultura e do surrealismo. Admirador das obras de H. R. Giger e Ernst Fuchs, suas imagens trazem híbridos: misturas de homem e máquina.


“Automation”

O artista explica que suas imagens constituem uma espécie de “memória história”: carne e máquina combinadas, igualmente em ruínas no futuro.



“Requiem for Industry”

Nakamura não vive de arte digital. Ele é designer gráfico e produz imagens como as que estão aqui reproduzidas em seu tempo livre. Como o mesmo diz, o computador não realiza facilmente o que  o artista programa. Assim, Nakamura despende muito tempo efetuando correções nas imagens até obter o efeito desejado.


“Bug Chair”

Falando sobre o futuro, Nakamura, em entrevista à Mary’s Page, afirma que, apostando na evolução do CG Software,  acredita na expansão  da arte digital e mesmo numa expressão em grande escala: vastos hologramas.


“Shell in the Darkness”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s