O que pode um corpo?

Diz Spinoza que um corpo é feito de relações com outros corpos e que, dependendo dessas relações, um  sujeito poderia ser fraco ou forte, triste ou alegre. E o que pode um corpo? Dependeria de sua reação ao ser afetado por outros corpos e do quanto seria afetado. E Spinoza completa: ainda não se sabe o que pode um corpo.

Catálogo de Indisciplinas inicia este post com Spinoza para anunciar que aqui falará sobre o corpo. Esse mesmo que tem sido subestimado pelas religiões ao escolherem dividir um sujeito em corpo e alma e afirmar a supremacia desta sobre aquele.

Catálogo de Indisciplinas também não sabe o que pode um corpo, mas se espanta e observa o seguinte:

1. Raimund Hoghe

É um aclamado dançarino e coreógrafo de dança contemporânea alemão. Baixinho e corcunda, seu corpo está na contramão do que é esperado de um bailarino.

“Pier Paolo Pasolini falou sobre jogar o corpo na luta. Estas palavras me inspiraram a subir no palco. Outras inspirações são a realidade que me cerca, o tempo presente, as minhas memórias da história, pessoas, imagens, sentimentos e o poder e a beleza da música e do confronto com o próprio corpo que, no meu caso, não corresponde aos ideais convencionais de beleza. Ver corpos no palco que fogem aos padrões é importante – não só pela história, mas também pelo atual desenvolvimento, que está levando os seres humanos a se tornarem objetos de design. Sobre a questão do sucesso: é importante ser capaz de trabalhar e seguir seu próprio caminho – com ou sem sucesso. Eu simplesmente faço o que devo fazer”. (Raimund Hoghe)

2. Amy Palmiero-Winters


É uma atleta norte-americana que vem batendo sucessivos recordes. Perdeu uma perna num acidente de carra e  hoje corre utilizando uma prótese mecânica que se adaptou perfeitamente a seu corpo.  Amy  compete no mesmo nível de pessoas sem deficiência. Em 2010, foi a única amputada a correr uma prova de 24 horas, percorrendo mais de 200 km ininterruptos. Causou espanto. Após isso,  ingressou no time americano de corrida de rua, composto por atletas sem deficiência. Envolveu-se em uma polêmica por superar, com a prótese,  a melhor marca que obtivera quando ainda corria com sua perna natural. A acusação era de que a perna mecânica a favorecia, permitindo que corresse mais rápido que atletas que não dispunham do artefato. No entanto, testes mostraram que  Amy teria um desempenho três vezes melhor se tivesse uma perna de carne e osso.

3. Evgen Bavcar

É um fotógrafo esloveno que se tornou cego de forma acidental aos  12 anos de idade, quando  perdeu o olho esquerdo ao ser perfurado por um galho de árvore e, algum tempo depois, o segundo o olho em um acidente com um detonador de minas.  Doutor em história, estética e filosofia pela Universidade de Sobornne, Bavcar prova que a fotografia não é exclusividade de quem pode enxergar, pois todos constroem imagens interiores.  No documentário brasileiro “Janelas da Alma”, que tinha como tema a visão,  o fotógrafo declarou: “Mas vocês não são videntes cIássicos, vocês são cegos porque, atuaImente, vivemos em um mundo que perdeu a visão. A teIevisão nos propõe imagens prontas e não sabemos mais vê-Ias, não vemos mais nada porque perdemos o oIhar interior, perdemos o distanciamento. Em outras paIavras, vivemos em uma espécie de cegueira generaIizada”.

4. Fauja Singh

Com cem anos de idade, é o maratonista mais velho do mundo. Nascido na índia, suaa vida de atleta começou aos 89 anos de idade, quando estrou na Maratona de Londres, em 2000.  Harmander Singh, seu treinador, falando sobre seu estado físico, afirma que um exame de densidade óssea de 2010 revelou que sua perna direita era similar a de um homem de 25 anos e a esquerda a de um homem de 35 anos. Ao ter tomado conhecimento disso, Fauja teria comentado: “Eu sabia que minha perna esquerda era fraca!”.

Tomar posse do seu próprio corpo e descobrir sua potência… um plano para 2012?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s